Quantas vezes por semana é saudável fazer sexo com seu amor?


❤ Conteúdo não apelativo! ❤

Quantas vezes é normal fazer sexo? Uma vez por semana ou todo dia? O que entendemos por normal?

São muitas as questões que rodeiam este aspecto fundamental no casamento e, embora neste artigo vamos te revelar as respostas que você procura, a realidade é que nunca é bom generalizar porque o que pode ser bom e saudável para uma pessoa, para outra pode parecer pouco ou excessivo.

Se você já se perguntou quantas vezes é normal fazer amor, continue lendo este artigo e você terá sua resposta!

Quantas vezes é normal fazer amor no casamento?

Saber quantas vezes é normal fazer amor com seu cônjuge é uma das questões mais frequentes feitas pelos casais. As respostas mais comuns sempre foram as mesmas, que depende do casal e que não há razão para estabelecer um padrão normal ou anormal.

Porém, dado o interesse em saber se estamos dentro do que poderia ser considerado “normalidade”, queremos te mostrar alguns detalhes sobre os números mais frequentes nas relações íntimas entre casais em função da idade.

Um estudo feito no ano de 2006 baseado em centenas de casais revelou que o número médio de vezes que um casal faz amor é de 2 a 3 vezes por semana. Porém, dito isto, os dados não são muito úteis, visto que não é a mesma frequência que um jovem casal pode ter com níveis hormonais em pico se comparado a um casal de 60 anos que está junto há 40 anos.

No caso de jovens com menos de 30 anos, a média de vezes que fazem amor é de 1 vez a cada 2 dias.

Aqui, explicamos como esses encontros evoluem com a idade:

Quantas vezes você faz amor aos 40:

De 30 a 50, a média de vezes que um casal faz amor é de 2 vezes por semana. Mas há muitos fatores envolvidos e cada casal é diferente.

Por um lado, a menopausa nas mulheres é um momento chave que marca uma clara queda na libido e o homem pode começar a ter problemas de ereção.

Quantas vezes você faz amor aos 50:

Em pessoas com mais de 50 anos, a média é de 4 vezes por mês, o que seria uma vez por semana. No entanto, trata-se apenas de estatísticas e, se olharmos mais além, podemos encontrar dados muito interessantes.

Envie seu texto!Envie seu texto!

Por exemplo, 33% dos casais mantêm essa regularidade, enquanto apenas 2% dos casais com mais de 50 anos têm relações sexuais todos os dias. Pelo contrário, 25% dos casais com mais de 50 anos já não têm relações ou o fazem em períodos de tempo muito espaçados.

VEJA TAMBÉM:

Ao contrário do que se possa pensar, a maioria (57%) não sente falta nem se arrepende, simplesmente se mantêm unidos, proporcionando ao sexo maiores doses de confiança, comunicação e humor.

Além de tudo o que explicamos, deve ficar claro que a frequência sexual não diminui apenas com a idade, mas que os anos de relacionamento também influenciam muito.

Quando um casal acaba de se casar, a frequência sexual é muito maior, tendo até 2 vezes por dia. Mas com o passar do tempo, a frequência sexual diminui. Assim, é bem possível que um casal recente, em que os membros têm mais de 50 anos, tenha uma frequência sexual maior do que um casal jovem que está junto há muitos anos, entendeu?!

Qualidade é melhor que quantidade!

Agora que você sabe o que pode ser normal em termos de frequência, é hora de partirmos a outro patamar e conversarmos não tanto sobre a quantidade, mas sobre a qualidade de suas relações sexuais com seu parceiro.

Essa não é uma questão menos importante, já que a maioria dos terapeutas concorda que a qualidade dos encontros sexuais é muito mais importante tanto para a saúde mental quanto para a união do casal.

O que se entende por relacionamento sexual de qualidade?

A primeira coisa que devemos levar em consideração é quanto tempo dura. Lembre-se de que uma mulher precisa de 5 a 7 minutos para atingir o orgasmo, então se o sexo durar menos do que isso, será muito difícil para ela chegar ao orgasmo.

Pensando nisso, a ejaculação precoce pode ser um problema para que o sexo seja totalmente completo e pode desencadear problemas de relacionamento. Porém, penetração não é tudo, e você pode ter uma relação sexual totalmente agradável e de qualidade mesmo quando o tempo de penetração não chega a esses 5 minutos.

Por isso, devemos reivindicar a importância das preliminares, tão ou mais importantes do que a própria penetração, que deve aumentar a excitação e, assim, facilitar a chegada do orgasmo.

Só pra concluir… mais importante do que a quantidade de sexo que temos é a qualidade do mesmo. O prazer é o objetivo do sexo, e é isso que devemos ter em mente, não o número de vezes que vamos para a cama.

Uma relação agradável por semana é muito melhor do que três relações sexuais nas quais não ficamos satisfeitos 😉

VEJA TAMBÉM:

Hospedagem de Sites e BlogsHospedagem de Sites e Blogs

(function(d, s, id) {
var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
if (d.getElementById(id)) return;
js = d.createElement(s); js.id = id;
js.src=”https://connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v3.2&appId=187235671610625&autoLogAppEvents=1″;
fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Gostou? Deixe um comentário!

All fields marked with an asterisk (*) are required